O que é o Método KonMari da Marie Kondo?

Se você ainda não conhece a Marie Kondo, ela é um dos grandes nomes mundiais da organização, com 4 livros publicados e eleita uma das cem pessoas mais influentes do mundo. Criadora do método KonMari, ela é minha maior inspiração e uma das grandes responsáveis pela transformação que a organização fez na minha vida. 

Em outro post eu conto como a Marie Kondo mudou a minha vida.

Eu a conheci quando li pela 1ª vez o livro “A Mágica da Arrumação”, onde ela explica o seu método. Esse livro tem muito conteúdo e eu sempre recomendo a leitura, porque é um divisor de águas. Seu impacto vai além da organização porque transforma o jeito como a gente vê as coisas e se relaciona com elas.

Mas afinal, que método é esse?

Para sintetizar a metodologia que ela criou, eu peguei os 4 tópicos que eu considero essenciais:

  1. Mantenha o que te faz feliz: para mim essa foi a grande virada sobre como eu via a organização. Antes eu focava no que estava tirando/desapegando e ficava triste por me desfazer das minhas coisas. Mas a Marie Kondo ensina a ter um novo olhar para as nossas coisas, tirando o foco do que doamos e transferindo para o que mantemos. Para mim esse é um dos principais fundamentos porque nos incentiva a ter em casa apenas o que nos fazem felizes de verdade e que realmente usamos. É o que ela chama de “spark joy”.
  2. Organize por categorias: esse é um ponto onde muitos erram, pois começam a organizar por cômodo, e esquecem da categoria como um todo. Ao usar o método KonMari™ conseguimos ter a dimensão da quantidade de coisas que temos, evitamos que elas fiquem muito espalhadas e criamos uma dinâmica mais prática e eficiente para encontrar o que precisamos. Essa é outra grande sacada que o método trouxe e que me fez enxergar a organização como algo muito mais global.
  3. Visualize tudo o que você tem: esse ponto é uma das regras-chave da organização, principalmente quando falamos das dobras. Eu costumava guardar camisetas em pilhas e acabava usando sempre as mesmas porque estavam no topo e eu não queria bagunçar todo o meu armário. Com esse novo olhar passei a organizar tudo na horizontal. Assim tenho uma visão mais global, o que me possibilita usar mais coisas e manter a organização por mais tempo. 
  4. Organize uma vez na vida: organizar significa mudar hábitos e ter essa consistência para toda vida, mas a grande triagem você vai fazer uma vez só. É um processo que leva tempo, mas, uma vez que você faz isso de forma bem feita, nunca mais você precisará parar tudo para reorganizar novamente. A ideia é apenas manter a organização que você já fez e evitar o acúmulo de coisas que não te faz feliz. 

Esses 4 pontos são apenas uma pincelada do método KonMari. No livro dela tem muito mais informação. 

Você já leu “A Mágica da Arrumação”? O que achou? Me conta aqui nos comentários.