Como organizar guarda-roupa - Organizar Transforma

Como organizar guarda-roupa: 7 dicas práticas

Um armário organizado simplifica a rotina. Por meio dele, será muito mais fácil encontrar as roupas e escolher com mais calma o que usar no dia. O problema, entretanto, é que muita gente tem dúvidas de como organizar guarda-roupa corretamente.

A verdade é que não somos ensinados a planejar, a organizar e muito menos a manter a organização. Ou seja, é preciso conhecer uma metodologia para tornar a nossa organização eficiente.

Em virtude desse desconhecimento, muitas pessoas sentem que o armazenamento dos objetos não está funcionando e seus pertences estão sumindo pela casa. Esse problema costuma gerar muito estresse e até brigas entre os moradores da casa.

Por isso, como personal organizer sei como é importante desenvolver um sistema de organização que funcione para o dia a dia. Além disso, é preciso que ele seja harmônico para todos que moram na casa, principalmente quando o assunto é a organização das roupas!

Então te convido a conhecer minhas dicas para que você comece a aprender como organizar guarda-roupa de uma forma mais intuitiva e estratégica. Prepare-se e vem comigo!

Leia também: O que é personal organizer

1. Mantenha a rotina de doar

Ninguém duvida que doar faz bem! Você desapega de algo que não serve mais para você e sabe que o objeto poderá ser útil na vida de alguém. Além disso, você abre espaço na sua vida e na sua casa, deixa tudo mais leve e facilita a organização.

Por isso, antes de qualquer coisa, você deverá separar as peças que serão doadas daquelas que serão descartadas. Afinal, itens manchados, desbotados, muito sujos, rasgados e descosturados não servem para você e nem para ninguém, certo?

Então, não esqueça de fazer um descarte consciente, pensando no nosso planeta. Nada de jogar direto no lixo! Veja se pode aproveitar como pano de limpeza ou se consegue levar à alguma instituição que aproveite o tecido!

Aproveite esse momento também para verificar se suas peças estão em bom estado ou se precisam de alguma costura ou manutenção! É muito desagradável quando vamos pegar uma peça para usar e encontramos um furo enorme nela, não é mesmo?

2. Limpe e higienize o guarda-roupas e os itens

A organização correta também permite que você confira o que vai precisar de uma limpeza extra. Geralmente, meias, calçados e até algumas prateleiras do próprio armário precisam de um capricho na limpeza.

Por isso, aproveite a oportunidade de uma organização mais meticulosa do guarda-roupas para investir na higienização. Portanto, selecione o que precisa ser lavado, o que precisa ficar de molho em produtos específicos e o que precisa ser passado.

Assim, com o guarda-roupas vazio, aproveite para passar pano nas prateleiras, limpar os espelhos, os cabideiros… Além de organizado, seu guarda-roupas estará novinho em folha, perfumado e pronto para receber suas roupas!

3. Como organizar guarda-roupa com peças que ama, mas não usa

Todo mundo tem aquela peça (ou aquelas peças) que ama e que não consegue desapegar. Um vestido que lembra um momento especial, uma roupa que passou de mãe para filha ou ainda um uniforme da escola. Isso é muito comum e muito saudável.

Entretanto, é preciso ter um limite para esses itens sentimentais. Saiba dosar a quantidade de peças antigas que você guarda, afinal, não é positivo viver apenas de lembranças.

Esteja preparada para viver o novo e abrir espaço para ele! Assim, guarde poucos itens que você não usa mais e foque em peças que você usa no momento atual.

Ah… e os itens que guardar como lembrança não precisam ficar no meio das roupas do dia a dia. Você pode colocá-los em um local especial, junto com outros itens sentimentais!

Outra dica que vale a pena: se uma roupa está larga (e você não sabe ou não vai mandar ajustar) ou apertada demais, desapegue. Não guarde na esperança de caber nela um dia, a não ser que você já esteja em processo de voltar a alcançar aquele padrão de corpo do passado.

4. Defina o guarda-roupa ideal

Para definir a melhor forma de como organizar guarda-roupa, é primordial saber o que será pendurado e o que será dobrado. Tudo tem a ver com o tipo, o tamanho e o material da roupa, além, é claro, de considerar o espaço disponível para o armazenamento.

Também vale lembrar da regra de guardar de acordo com a frequência de uso. Você deve armazenar o que usa mais de uma forma que consiga alcançar mais facilmente. Por outro lado, as roupas que usa raramente podem ficar em um local menos acessível.

Essa regrinha vale também para alterar a configuração dos armários de acordo com a estação, afinal, seu hábito mudará. Não faz muito sentido deixar os casacos no fundo do baú em pleno inverno, certo?

Por esse motivo, vale rever a organização de tempos em tempos, especialmente se você contar com pouco espaço para deixar mais peças sempre à mão.

5. Capriche na dobra e saiba o que pendurar

A forma como você dobra e armazena as roupas pode salvar sua organização ou colocar tudo a perder. Por isso, dedicamos uma leitura inteira com dicas de como dobrar camiseta sem erro e sem mistérios.

Dobrar o que ficará nas gavetas vai facilitar a visualização, especialmente se você armazenar na horizontal ou não criar pilhas muito grandes.

O maior problema de empilhar as peças é que você não consegue visualizar o que está mais abaixo da pilha e tem grandes chances de desmanchar tudo. Isso pode comprometer as dobras e tem potencial de gerar uma bagunça!

Além disso, vale pensar no que será pendurado nos cabides. Geralmente, peças que amassam com facilidade e casacos muito difíceis de dobrar são pendurados. Assim você conseguirá visualizar cada item com facilidade, além de manter as características da roupa intactas.

6. Sapatos e bolsas

Antes de organizar os sapatos, vale investir um tempo na limpeza. Assim, passe uma escovinha pelas laterais e solas, a fim de remover sujeiras da rua, resíduos e poeira. Esse simples passo de limpar os sapatos vai evitar que você suje os outros pares que estarão armazenados próximos.

Use as prateleiras para armazenar os pares. Para fazer isso de uma maneira inteligente, você pode usar caixas com aberturas (de forma a visualizar os pares) ou empilhadeiras. Jamais guarde em caixas de sapato fechadas!

Já as bolsas poderão ser guardadas nas prateleiras com divisórias. Bolsas de tecido podem ser dobradas umas ao lado da outra, a fim de otimizar o espaço.

7. Outros itens que afetam como organizar guarda-roupa adequadamente

O armazenamento de roupas de cama, itens de praia, acessórios e malas de viagem costumam gerar dúvidas ao aprender como organizar guarda-roupa.

Em relação às roupas de cama e banho, uma dica: Os itens podem e devem ser dobrados. Se você não conseguir manter em pilhas invista na organização na horizontal! E se você não tiver muito espaço, pode contar com a ajuda de sacos de vácuo para itens maiores como edredons e cobertores, reduzindo assim muito o espaço que eles ocupam.

Para óculos, relógios, bijuterias, cintos e gravatas, opte por divisórias. Elas são muito importantes para manter a integridade desses elementos, além de permitir que você visualize e armazene tudo com mais praticidade. As malas de viagem podem ser guardadas sobre o guarda-roupas ou, se tiver espaço, em maleiros específicos.

Portanto, são vários passos para manter suas roupas e acessórios armazenados de forma funcional e inteligente. Por isso, dicas de como organizar guarda-roupa de forma efetiva são sempre úteis e inspiradoras, concorda?

Então, se você deseja ficar por dentro de outras dicas como essas, é só acompanhar meu blog e redes sociais! Lá eu sempre conto um pouco sobre a rotina do personal organizer e tiro dúvidas sobre o universo da organização pessoal. Você será muito bem-vinda sempre!

Posts Relacionados